Nossos Parceiros

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Polícia divulga identidade dos presidiários mortos em rebelião em Sarandi

As mortes de dois detentos no Presídio Estadual de Sarandi, no Norte do Estado, durante uma rebelião na manhã desta quinta-feira (dia 02/02) mais uma vez escancarou o problema da superlotação dos presídios. A casa prisional abriga atualmente 169 detentos para uma capacidade de 101 vagas.
— Infelizmente esse é o cenário de toda a nossa região e do Estado. A superlotação torna qualquer conflito um problema muito maior e com mais gravidade. A superlotação aflora os conflitos — avalia o delegado regional da 4ª Região da Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe), Rosalvaro Portela.
Alex Francisco Costa e Angelim Carvalho (ambos eram moradores do município de Sarandi) teriam sido mortos em virtude de uma briga entre presos que teria se originado em uma rixa de famílias da cidade. Foram mortos dentro da cela que tinha 12 presos, quando a capacidade do local era para apenas seis.
Foi à segunda rebelião com mortes no Norte do Estado em pouco mais de um mês. No final de dezembro, quatro presos morreram no Presídio de Getúlio Vargas. Naquela ocasião, os presos atearam fogo a colchões e as vítimas morreram ao respirarem a fumaça em uma das galerias também superlotada.

Fonte: Zero Hora / ClicRBS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens que talvez você não viu!!!

Nossos Parceiros