Nossos Parceiros

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Movimentos de trabalhadores rurais correm contra o tempo para evitar a aprovação da Reforma da Previdência

A Reforma da Previdência deve ir para a votação ainda nesse primeiro semestre do ano. Mas os movimentos de trabalhadores rurais do Rio Grande do Sul estão se mobilizando para impedir a aprovação do projeto. Eles acreditam que a reforma retirará direitos conquistados pelos trabalhadores na Constituição Federal de 1988.
A proposta do governo federal institui a idade de 65 anos para a aposentadoria dos homens, que até então é 60, e das mulheres de 55 para 65 anos. Além disso não será possível acumular aposentadorias com pensão por morte.
O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Passo Fundo, Alberi Ceolin, convida os associados e demais agricultores do município para participarem da mobilização que acontecerá no dia 23 de fevereiro, em Santa Rosa. A entidade disponibilizará um ônibus para o transporte. Interessados devem realizar a sua inscrição junto ao Sindicato, que fica na Rua Comandante Kramer, nº 12, na Vila Popular.
Ceolin destaca que essa é uma oportunidade da categoria mostrar ao governo que está organizada e que lutará pelos seus direitos. Ele lembra que o trabalhador perderá um dia de trabalho, mas que pode assegurar a ele benefícios para anos. O presidente ressalta que se a Reforma da Previdência for aprovada, dificilmente a decisão será revertida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens que talvez você não viu!!!

Nossos Parceiros