Nossos Parceiros

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Camponeses comemoram o sucesso da Festa da Semente Crioula


Evento promovido pelo MPA em Seberi superou expectativas, festejando a vida e celebrando a soberania alimentar do campesinato
A tradição foi retomada com sucesso. Depois de dois anos de ausência no calendário, a Festa da Semente crioula teve sua terceira edição realizada no último domingo (29) em Seberi, retomando o simbolismo da troca da semente e atraindo grande público de diversas regiões do RS e até mesmo de SC, além da visita de um convidado especial que veio representar a Federação única dos Petroleiros (FUP). Ao todo foram 40 cidades representadas, mais de 1.000 pessoas passaram durante o dia pela sede da Cooperbio onde o evento foi realizado, cerca de 45 camponeses trouxeram mais de 400 amostras de pelo menos 250 variedades diferentes de sementes crioulas que foram trocadas entre os presentes, além de centenas de mudas de flores, árvores frutíferas e ervas medicinais que foram compartilhadas.
Conforme o engenheiro agrônomo Martin Witter, foi possível cadastrar todas as amostras de sementes presentes, identificando sua origem e o camponês responsável pela partilha, o que ajuda a organizar o planejamento futuro para a preservação das variedades tradicionais, que não foram manipuladas geneticamente e tem pré-disposição para serem cultivadas sem a aplicação de qualquer tipo de agroquímicos em seu plantio, desenvolvimento e manejo. A dirigente do Movimento dos Pequenos Agricultores, Débora Varoli, também enalteceu, para além do sucesso de público, o número significativo de sementes que foram apresentadas para exposição e partilha: “Ao ver como isso tudo aconteceu, superando todas as nossas expectativas, estamos felizes porque sentimos que estamos propagando a agricultura viva, a soberania alimentar e genética dos camponeses e da nação, promovendo cultivos que respeitam o ciclo natural da vida, e essas são pautas que nos são muito importantes, são verdades que norteiam o nosso trabalho cotidiano e a nossa luta de todos os dias”, comentou .

Entre os visitantes estava o frei franciscano Wilson Zanatta, que veio da região central do estado prestigiar o evento. Conhecido nacionalmente por suas publicações que resgatam a tradição das ervas medicinais e dos remédios caseiros, Zanatta alegrou-se com os simbolismos presentes na festa: “Em toda nossa volta temos coisas boas e bonitas a destacar, começando por essas sementes que são nossa afirmação de soberania, pelo trabalho coletivo de quase uma centena de pessoas que se organizam para fazer a festa acontecer, pela musicalidade que coloca no palco nossos companheiros e companheiras para apresentar sua cultura até a pela comida boa e bem preparada que está sendo servida”, comentou. “A Festa da Semente Crioula de Seberi é uma verdadeira celebração da vida”, arrematou o autor dos livros “Ervas Medicinais: Remédios e Receitas Caseiras da Sabedoria Camponesa” e “Tenha uma farmácia em casa”. Outros elementos foram destacados pelos organizadores, como a feira agroecológica que teve mais de 20 participantes, boa parte dos quais já possuindo a certificação de produção orgânica, além de agroindústrias camponesas e artesãos livres. A grande adesão dos presentes ao almoço camponês também foi saudada, especialmente pela possibilidade de oferecer um cardápio baseado em produtos do campesinato, desenvolvidos sem a inserção de agroquímicos, representando a afirmação de que em nosso tempo o ato de comer é também um ato político.




Texto: Marcos Corbari | Jornalista | MPA
Fotos: Daniela Prado | Jornalista | MPA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens que talvez você não viu!!!

Nossos Parceiros