Nossos Parceiros

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Temer quebra promessa e reduz saque do FGTS

Menos de um mês após liberar o saque de contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), Michel Temer já se prepara para voltar atrás. Na ocasião, Temer afirmou que a medida liberaria R$ 30 bilhões do fundo. O dinheiro ajudaria os trabalhadores a quitar dívidas e ainda auxiliaria a retomada da economia. Agora, o Planalto estuda criar um mecanismo para restringir o número de trabalhadores que poderão sacar do FGTS. Para blindar Temer do desgaste causado pelo recuo, aliados ensaiam o discurso de que, se a restrição vier, incidirá sobre um número pequeno de pessoas, preservando trabalhadores endividados e de baixa renda que são o alvo principal da medida. Medida, no entanto, é aceno também para as construtoras e incorporadoras imobiliárias. O dinheiro do FGTS é usado para financiar a construção de imóveis e projetos de saneamento básico.
As informações são de reportagem de Renata Agostini e Daniela Lima na Folha de S.Paulo.
“Os empresários afirmam que liberar saques em todas as contas debilitará em poucos anos a capacidade do fundo de sustentar empréstimos para compra da casa própria.
Ao buscar uma trava para os saques, o governo procura tanto reter parte dos recursos no FGTS como agradar os empresários da construção, que negociam com o governo um pacote de estímulo ao setor.
O anúncio da liberação dos saques foi feito às vésperas do último Natal, como carro-chefe de um pacote de medidas de estímulo econômico apresentado com o objetivo de melhorar a imagem de Temer e a avaliação do governo.”

Fonte:AbraçoSC

2 comentários:

  1. ANTES DE POSTAREM UMA INFORMAÇÃO VEJAM SE ELA É CEM POR CENTO VERÍDICA. NÃO CONSTRUAM IBOPE EM CIMA DE UMA INFORMAÇÃO SEM NEXO. ABRAÇOS

    ResponderExcluir
  2. Temer diz que saque de contas inativas do FGTS não terá limite

    19/01/2017 - 16h42
    Da Agência Brasil
    O presidente Michel Temer disse hoje (19) que não haverá limitação de valor para saque das contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Temer deu a declaração em resposta a uma informação publicada pela Folha de S. Paulo sobre a possibilidade de retenção de parte do saldo do FGTS, em caso de extratos com "volumes expressivos".

    “Eu quero declarar publicamente que não houve nenhuma modificação. Quem tiver fundo, dinheiro nas contas inativadas, vai sacá-las por inteiro, qualquer valor.”, afirmou o presidente durante a cerimônia de liberação de crédito para a Safra 2017/2018, em Ribeirão Preto (SP). Mais cedo, o ministro chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, também havia dito pelo Twitter que o presidente "confirmou liberar todo o saldo da conta".

    Em dezembro do ano passado, o governo anunciou que os trabalhadores poderão sacar os valores das contas inativas até 31 dezembro de 2015. Os saques poderão ser feitos a partir de fevereiro. Contas inativas do FGTS são aquelas que não recebem mais depósito do empregador porque o trabalhador foi demitido ou saiu do emprego.

    O Ministério do Planejamento anunciará um calendário de saque com base na data de nascimento dos trabalhadores. De acordo com o governo, a medida tem potencial para injetar até R$ 30 bilhões na economia e estará disponível para 10,2 milhões de trabalhadores

    ResponderExcluir

Postagens que talvez você não viu!!!

Nossos Parceiros